Blog do Inédito

Falta de comunicação, uma vírgula!
06/Mai/19autor: Emerson Dias
Falta de comunicação, uma vírgula!

  

Já teve aquela sensação de ter perdido tempo, de ter feito esforço que não deu resultado, de ter que refazer porque não foi entendido como deveria ter sido feito?

Quem falou não expressou direito o que queria, ou quem escutou não entendeu da forma como era para ser, e nenhum dos dois checou o entendimento, e ai, de quem é a culpa?

Como diria Milôr Fernandes: se o artista precisa explicar a arte pro público um dos dois é burro.

Quando a comunicação não é clara, a improdutividade impera, e comunicação é um dos grandes geradores de problema nas organizações.

Uma vez a vendedora estava conversando com um cliente por telefone e ao mesmo tempo, na vontade de fechar rapidamente a venda, manda no grupo de whatsapp do pessoal da logística a seguinte mensagem:

Pessoal algum problema se o piso for entregue no dia 20 de Setembro?

Resposta da equipe: Não pode ser

Neste mesmo instante a vendedora responde em tom desapontador ao cliente, infelizmente senhor não conseguimos atender este prazo. E assim a venda não foi feita.

Final do mês, resultados ruins o diretor cobrando as vendas que não aconteceram, a vendedora diz que a logística não entrega e a logística diz que não entrega porque ela não vende. Se a logística tivesse sido capaz de entregar o piso no dia 20 eu teria vendido, diz a moça.

Acusações daqui e dali e ela decide mostrar a mensagem, olha aqui o que vocês me responderam, diz a vendedora com o celular na mão: “Não pode ser”, foi isso que me mandaram.

Percebendo que deveria haver uma vírgula depois da palavra "não", e que isso mudaria completamente o entendimento da vendedora, que estava certa em seu argumento, o chefe da logística - tentando se esquivar do problema - manda chamar na sala o rapaz responsável pela mensagem, e imediatamente envia para o diretor, whts privado, a seguinte frase: “Calma chefe, é só um problema de comunicação. Isso só o Marcelo resolve!”.

Na expectativa de uma solução, todos esperam a chegada de Marcelo à sala, que àquela altura tinha temperatura elevada.

Ao chegar Marcelo, o responsável e envergonhado atesta: é, deveria ter sido escrita: “Não, pode ser”.

Percebendo a má comunicação entre as áreas, o diretor pergunta: e agora, prezados, como iremos resolver isso? Ele olha para o chefe da logística e com o celular em mãos, diz: “isso só o Marcelo resolve” e ai? Estou esperando a solução do salvador da pátria, afinal qual é a solução que só ele poderia dar?

Mais uma vez percebendo a mancada, e já abusando de seu conhecimento gramatical, responde o chefe da logística: é chefe, na realidade eu estava querendo resolver a questão da comunicação. A frase correta era: “Isso só, o Marcelo resolve”.

Após esta reunião todos aprenderam a aplicação correta das vírgulas, porém as vendas mostravam resultado, antes da virgula, bem abaixo do esperado.

E fazer o que com o chefe da logística? Demiti-lo?

Não, tenha clemência, foi um erro!

ou

Não tenha clemência, foi um erro!

Você colocaria a vírgula?

Últimas Postagens

  • test
    Funcionários felizes são, em média, mais produtivos!

    Já não é novidade que a qualidade de vida está diretamente ligada à produtividade no trabalho. Um estudo realizado pela Universidade

    Leia Mais...
  • test
    39kg de cocaína no avião

    Fico imaginando qual seria a reação dos consumidores se fosse descoberto que um piloto, que trabalha para a empresa XYZ (uma gigante multinacional), responsável por levar o CEO

    Leia Mais...
  • test
    Inteligência Emocional e a Liderança

    Uma  forma de avaliar o impacto das características na liderança é através do conceito de inteligência emocional, que emergiu na literatura acadêmica no

    Leia Mais...
  • test
    Finanças comportamentais e a economia comportamental, afinal o que é isso?

    Numa tomada de decisão, você leva mais em conta o seu lado racional ou emocional? Se você disse emocional, parabéns! Agora, se não disse, sinto lhe

    Leia Mais...
  • test
    Hoje é dia de rodizio

    Desde os anos 90 adotou-se em São Paulo o sistema de rodizio de veículos, onde carros não podem circular um dia da semana, entre 7:00 e 10:00 da manhã e ao final do dia

    Leia Mais...