Blog do Inédito

Comunicação assertiva ajuda a controlar rádio peão
21/Jul/16autor: Emerson Dias
Comunicação assertiva ajuda a controlar rádio peão

Comentários sobre a vida pessoal de um colaborador, boatos sobre o casal que se formou no trabalho, especulações sobre o novo chefe... É assim, entre um cochicho e outro, que a fofoca vai tomando conta da empresa e forma-se a famosa rádio peão. Apesar de até parecerem inofensivas, as fofocas podem comprometer a imagem profissional e tornar tóxico o ambiente corporativo.

Por sermos seres sociais, qualquer agrupamento de pessoas vai gerar comentários e fofocas. Além disso, com o advento das redes sociais, parece não existir mais limites entre vida pública e privada. Basta um check-in no Facebook, uma foto no Instagram ou um vídeo no Snapchat e é possível saber tudo o que o colega de trabalho faz fora do expediente. Essas mídias fazem sucesso porque contam histórias da vida das pessoas. Nós gostamos disso, de enredos, de personagens... e com as redes sociais, aumentou a quantidade de informações para as pessoas comentarem.

No entanto, é bom ressaltar que essa rede de informações que acontece nos bastidores pode ter impacto negativo na qualidade das relações, prejudicando a produtividade e o desempenho dos funcionários. É preciso desenvolver discernimento para evitar que uma simples história engraçada se transforme em ofensa, bullying e, pior ainda, você receber um rótulo de fofoqueiro da organização.

Apesar disso, tentar proibir a rádio peão é gastar tempo à toa. O importante é ter ouvidos sempre atentos, saber o que está se passando, sobre o que estão falando e, principalmente, mostrar sinais diferentes, para que as conversas não ganhem força. Por exemplo: Há rumores de que vai ter “corte” na empresa. Se vai realmente ter é bom anunciar logo e não deixar que o clima se deteriore. Já se não vai acontecer, é bom dar sinais claros disso, para não dar espaço para que outras pessoas comecem a entrar na onda. Em resumo, é bom ter ouvidos atentos, ações claras e deixar o caminho aberto para que os colaboradores possam acessar os líderes para esclarecer dúvidas.

Embora seja praticamente impossível eliminar a rádio peão, vale ressaltar que a área de Recursos Humanos tem papel fundamental para atenuar esse problema. Em alguns casos, o RH pode intervir para deter rumores falsos ou prejudiciais ao time. É preciso ter um diálogo aberto e permanente com as pessoas, observar sinais e atuar, dar sempre a notícia e o subsequente espaço para esclarecer perguntas. Isso é ser assertivo na comunicação, a assertividade é aquela comunicação não focada apenas nas minhas necessidades, só o que quero dizer (ativo) tampouco apenas só ouvir o que o outro diz (passivo), a assertividade está nesta junção de ativo e passivo, lá e cá, ao mesmo tempo.

A comunicação passa pela forma de palavras, roupas, gestos e atitudes. A seguir, confira alguns pontos que não podem faltar na comunicação da empresa com os funcionários, retirado do meu livro: O inédito viável na Gestão de Pessoas; reflexões e filosofia prática sobre liderança:

Clareza. É preciso deixar claro o que se espera como ação prática daquilo que se está comunicando. Quanto menos dúvidas tiverem, menos serão os problemas de entendimentos errados.

Objetividade. Uma comunicação eficiente deve identificar exatamente o assunto que pretende expor. Seja sucinto, direto e sem rodeios. Sobre o que ou o que está comunicando?

Abrangência. A informação que está sendo transmitida precisa atingir todos os públicos da empresa da mesma maneira, deve ser “desdobrada a todos”.

Transparência. Ser transparente no processo de comunicação é o elemento que garante a credibilidade das empresas e conquista a confiança dos colaboradores, a verdade dos fatos é sempre melhor, por mais dura que possa ser.

Reciprocidade. Vale lembrar que diálogo é uma via de mão dupla: não apenas falar, mas também ouvir, e ouvir requer vontade, devoção, faz se pelo dever, é necessário dedicação e concentração para de fato ouvir. Saber ouvir é a melhor maneira de saber falar.

Leve para a sua organização a palestra: Comunicação com Inteligência Social veja o conteúdo: http://www.oineditoviavel.com.br/loja/detalhes/comunicacao-com-inteligencia-social/43/produto

Últimas Postagens

  • test
    Inteligência e competência

    Joãozinho é um menino muito sabido, todos os adultos elogiam suas “sacadas”, por sua desenvoltura intelectual e capacidade de ser engraçado, mostra certa habilidade

    Leia Mais...
  • test
    A fábula da moça sonhadora

    Uma graciosa e jovem camponesa, que acabara de coletar o leite das vacas, voltava do campo com um balde cheio, quase a transbordar, equilibrando-o com grande perícia e elegância &agrav

    Leia Mais...
  • test
    As profissões do futuro, e as do passado...no presente momento....

    Emerson, quais profissões estão sumindo do mapa? Quis saber a repórter. Pensei: difícil fazer essa lista, pois eu acredito que

    Leia Mais...
  • test
    Poupar ou gastar? Eis a questão;

    Uma das grandes perguntas que temos na vida é essa. Ser um perdulário e gastar desenfreadamente vivendo só o agora ou ser um avarento e economizar o tempo todo e lá na f

    Leia Mais...
  • test
    Reflexões sobre liderança

    Napoleão Bonaparte, Mahatma Gandhi, Martin Luther King, Sócrates, Steve Jobs, Jorge Paulo Lemann, Ayrton Senna, Bernardinho… Esses são alguns exemplos de pessoas que s&a

    Leia Mais...