Blog do Inédito

É possível alcançar o bem-estar?
10/Fev/16autor: Emerson Dias
É possível alcançar o bem-estar?

Como vai a sua vida pessoal? Você se considera uma pessoa feliz? Em uma escala de 0 a 10, quanto você se sente realizado com a vida que tem levado? Viver em estado de bem-estar é um dos maiores desejos de qualquer pessoa. A busca pela felicidade rege todas as ações e escolhas do nosso cotidiano. Para isso, estar em paz com si próprio é fundamental. Eu defino o bem-estar como: estar satisfeito e viver bem com o ambiente, recursos e perspectivas que se tem.  Ambiente compreende família, amigos, casa, cidade; recursos são dinheiro, saúde e tempo; e perspectivas, a capacidade de fazer planos e agir para criar seus próprios inéditos, ou suas próprias mudanças para o que ainda não se tem, mas se deseja, seja o que for; e, acima de tudo, satisfação é paz de espírito, uma sensação totalmente interna, que nada tem a ver com aquisições materiais.

Porém, nem sempre é fácil obter essa satisfação. No dia a dia, diversos fatores influenciam diretamente nosso comportamento, humor, nossas atitudes e nossos relacionamentos. Também é comum nos depararmos com situações complicadas e de estresse. São nessas circunstâncias que precisamos de uma força extra para enfrentar as dificuldades de forma mais positiva e sem afetar outras áreas da vida.

É nesse contexto que o coaching pode ser um ótimo aliado na busca pelo bem-estar. Por exemplo, no assessment de Inteligência Emocional, o bem-estar é medido em função do nível de autoestima, autorrealização, relações interpessoais e otimismo. Embora seja um conceito pré-definido, na prática se mostra muito eficiente.

Por se tratar de uma metodologia de desenvolvimento humano, o coaching contribui para promoção de mudanças positivas e permanentes em todas as áreas da sua vida. Através do autoconhecimento, os participantes desse método adquirem o que é necessário para promover as mudanças internas. Além disso, eles aprendem a eliminar pensamentos, crenças e comportamentos improdutivos, que os impedem de viver uma vida plena.

Entre os benefícios do coaching para a vida pessoal estão a melhoria na qualidade de vida; aumento do equilíbrio e harmonia interior; diminuição do estresse; aumento da disposição, energia e saúde; resolução de conflitos; maior controle emocional; melhoria na autoestima e confiança em si mesmo.

Na minha opinião, ter uma visão positiva de si mesmo é um dos aspectos mais importantes para se alcançar o bem-estar e a felicidade, mas uma visão positiva, e não uma visão irreal do que se é, o famoso “eu me acho”. No entanto, estar plenamente feliz não deve se tornar uma busca frenética. É importante usufruir das pequenas coisas cotidianas, viver bem o presente com o que se tem e buscar no futuro o que se deseja, é o pé no chão no hoje, e a visão no futuro, ou sonhar a noite e trabalhar de dia. A felicidade não pode ser vista como uma obrigação ou um ideal a ser alcançado e depois disso nada mais virá. É preciso ter consciência de que as vezes nem tudo estará bem, e isso é fundamental para ter um bom aproveitamento da vida, a dor é sempre veículo de consciência, faz parte do crescimento humano, uma vida real tem dessas coisas.

Nas palavras de Délia Guzmán: “Aquele que busque apaixonadamente, desesperadamente, um bem-estar, que está fora de si mesmo, entrará em um labirinto de difícil saída, tanto que poderá passar toda uma existência percorrendo vias erradas que conduzem a outras mais equivocadas ainda. Aquele que se acha nessa situação, viverá sempre dependendo das pessoas e das circunstâncias; será tão feliz como lhe permitam as pessoas com as quais convive e terá tantas ou tão poucas satisfações como lhe ditem as circunstâncias. Sabendo onde achar o bem-estar, é preciso saber buscá-lo e ter presente que toda busca implica um trabalho.

Dicas de coaching para o seu bem-estar:

Priorize. Mude suas prioridades e coloque você no topo da lista. Só você pode ser responsável por sua saúde e bem-estar, isso é indelegável.

Organize. Saiba gerir bem o seu tempo e organize as tarefas diárias. Lembre-se que rotinas caóticas não são compatíveis com uma boa qualidade de vida, pessoas com alto nível de bem-estar se sentem mais produtivas e produtividade tem a ver com organização.

Valorize. Dê valor aos pequenos e bons momentos. Aprenda a agradecer por tudo de bom que já aconteceu, saboreie seu alimento devagar, observe a beleza das flores, das aves, das arvores, do vento e de um lindo amanhecer e pôr do sol, preste atenção ao barulho da chuva.

Realize. Estabeleça metas que levem à sua felicidade e coloque em prática tudo o que for preciso para alcançá-las. Afinal, se não houver ação, não vai acontecer.

Últimas Postagens

  • test
    Dicas para o seu home office em tempos de Coronavírus

    Quais são as dicas básicas para fazer uma temporada de home office nestes tempos da crise do COVID19? Eu e meu parceiro David Kallás escrevemos um texto sobre isso para

    Leia Mais...
  • test
    O ônus do bônus

    Os americanos utilizam uma expressão, chamada “catch 22”, cuja tradução literal não quer dizer nada em português, mas é usada

    Leia Mais...
  • test
    Um hálito de confiança!

      

    Leia Mais...
  • test
    Estereótipos, democracia e liberdade de expressão

       Recebi a 

    Leia Mais...
  • test
    Funcionários felizes são, em média, mais produtivos!

    Já não é novidade que a qualidade de vida está diretamente ligada à produtividade no trabalho. Um estudo realizado pela Universidade

    Leia Mais...